Invocar o nome do Senhor foi algo usado pelos apóstolos a partir do livro de Joel.
Embora já estejamos salvos, precisamos continuar invocando para sermos livres da vida da alma (Rm 10:13, 12).
Quando contatamos as pessoas, não selecionamos para quem pregar, uma vez que amamos as pessoas.
Pois, em nós, há um forte desejo de salvar as pessoas.

Com isso, temos a ousadia de pregar-lhes o evangelho, ajudando-as a invocar o nome do Senhor.

(Trechos)

Conferência em Brasília - Noite de sábado, 20/09/14
Quanto ao encargo atual, as igrejas estão respirando o projeto 3-5-15. Isto é  muito bom, mas precisamos inovar mais ainda!

Em Mateus 16 o Senhor apresenta a igreja como um viver e não como uma organização ou sistema. Temos visto que a partir de uma interpretação errônea, as igrejas acabaram se estruturando em torno de uma verdade ou um lugar.

A edificação da igreja, pelo que Paulo nos apresenta em Efésios, é a edificação do corpo de Cristo. Isto é um processo de vida, que depende de negarmos a nossa vida da alma e vivermos a realidade da unidade do Espírito.

O foco que precisamos dar hoje é totalmente no viver. 

Nosso foco precisa ser de nos tornar ministros da nova aliança.

(Trechos)

Conferência em Brasília - Noite de sábado, 20/09/14